segunda-feira, 24 de abril de 2017

Estudar o tecido animal pode ser muito interessant

A turma do 8º ano estudou em sala de aula, na disciplina de Ciências com a professora Neide Altino de França, os Tecidos Animais. Tecidos são agrupamentos de células com determinadas estruturas que, atuando de forma integrada, desempenham funções específicas. Os tecidos animais podem ser classificados em quatro grandes grupos: epiteliais, conjuntivos, musculares e nervosos.


Em busca de uma aprendizagem mais significativa e motivadora, a professora Neide Altino de França juntamente com a professora Jéssica Maila Borghesan , propuseram aos estudantes uma prática muito interessante sobre o tema no Laboratório de Biologia da escola.

A atividade consistiu em observação e análise de algumas amostras de tecido animal. As amostras disponibilizadas foram: coração, rim, bisteca e alguns ossos. Os estudantes reuniram-se em grupos e tiveram que identificar os tecidos presentes em cada amostra, descrevendo suas características e também a sua função no corpo do animal.
Aliar a teoria com a prática é muito importante para uma aprendizagem mais significativa e motivadora. Com certeza estudar os tecidos animais ficou muito mais interessante. As amostras utilizadas nesta prática foram doadas pelo frigorífico Vale Frios.  







quarta-feira, 19 de abril de 2017

Os Faxineiros da Natureza

A professora Neide Altino de França, durante as aulas de Ciências, abordou com os estudantes do 6º ano, o tema Cadeia Alimentar e a Ação dos Decompositores. Em busca de aliar a teoria com a prática, os alunos realizaram um experimento no Laboratório de Biologia.
Os estudantes trouxeram de casa restos de alimentos para realizar a atividade prática. A professora Orientadora do Laboratório de Biologia, Jéssica Maila Borghesan, distribuiu no fundo de um aquário um pouco de terra, e propôs que os estudantes colocassem os restos de alimento sobre essa terra.





Neste mesmo dia os alunos realizaram registros no caderno, anotando todos os materiais utilizados, os procedimentos realizados e a aparência dos restos de alimentos. Cinco dias depois, a turma do 6º ano voltou ao Laboratório de Biologia, para analisar os primeiros resultados.  Cada estudante realizou os registros observados em seu caderno.


Um estudante da turma destacou que: “O pão foi um dos alimentos mais afetados pelo mofo, este mofo era de diversas cores e aparentava se espalhar pelos alimentos. Percebi que havia também vários insetos pousando dentro do aquário”.
Quinze dias após a realização do experimento, os estudantes voltaram a fazer observações. A sensação por boa parte dos alunos era de espanto e também de nojo por conta do odor e da aparência. Neste dia os restos de alimentos já estavam em um processo bem avançado de decomposição, com odor e aparência bem diferente do estado inicial. Cada aluno realizou o registro de suas observações no caderno e também realizaram uma conclusão sobre a ação dos decompositores na natureza.




Todo o experimento foi conduzido pelas professoras: Neide Altino de França (professora titular da turma) e Jéssica Maila Borghesan (orientadora do laboratório de biologia). Através desta prática os estudantes puderam analisar a ação dos decompositores na matéria orgânica morta, percebendo a decomposição como um processo natural permanente e presente no cotidiano.

Os decompositores são seres que desempenham um papel muito importante na natureza, eles reciclam a matéria orgânica transformando-a em sais minerais, água e dióxido de carbono, que são reutilizados pelos vegetais. São eles, os fungos, as bactérias e alguns protozoários, os verdadeiros faxineiros da natureza. Os decompositores ocupam o último nível trófico da Cadeia Alimentar, realizando a decomposição dos seres mortos. A atividade dos decompositores é fundamental para a manutenção da vida na Terra. 


segunda-feira, 17 de abril de 2017

SC - 425

Gostaríamos de parabenizar a iniciativa dos alunos da terceira série do ensino médio com o projeto de recuperação da SC-425 que liga Mirim Doce a Pouso Redondo. O objetivo é estar realizando uma passeata para sensibilizar autoridades e a população sobre a recuperação asfáltica.

Programa Coleta de Óleo Saturado

A escola participa do Programa de Coleta de Óleo Saturado desde 2013. É uma parceria com a Afubra, onde a cada 1 litro de óleo coletado a escola recebe o valor de 0,50 centavos. No ano 2016 foram coletados 1.616 litros correspondendo ao valor de R$808,00 reais. Com o valor arrecadado a escola tem o direito de retirar produtos na loja Afubra. 
Este óleo saturado é retirado na escola pela Afubra, levado ao Rio Grande do Sul onde é transformado em bio diesel. A escola agradece a todos os colaboradores do projeto e o mesmo continua em 2017.



"Ambiente limpo não é o que mais se limpa e sim o que menos se suja." 

Chico Xavier



quinta-feira, 13 de abril de 2017

Ganhadora da Cesta de Páscoa:
Célia Pires de Moraes


O nosso muito obrigado a todos que contribuíram. 


quarta-feira, 12 de abril de 2017

Páscoa

A Páscoa é uma das datas mais importantes, representa a ressurreição de Jesus Cristo. Por todo o mundo, pessoas de todas as crenças, celebram do seu jeito esse tempo, que simboliza a passagem da morte para a vida. 

Será que realmente sabemos viver o verdadeiro sentido da Páscoa?

A Páscoa é um tempo para lembrarmos do amor e da misericórdia de Deus. É o momento de buscarmos uma mudança na maneira de pensar, falar e agir.



terça-feira, 11 de abril de 2017

Dia da Família na Escola

No dia 08 de Abril aconteceu o Dia da Família na Escola, é de extrema importância a participação dos pais na escola, para o sucesso da aprendizagem.

A parceria Família e Escola forma uma grande equipe!